• empresaverbodigita

Zanny Adairalba lança 'Versos de beira-rio para quem gosta de sonhar'

Obra bilíngue é composta por textos que destacam a riqueza e a diversidade da cultura amazônica


poeta zarrny adairalba
Este é o oitavo livro lançado por Zanny. Foto: arquivo pessoal

A escritora Zanny Adairalba lançou o seu oitavo livro poético. Intitulada “Versos de beira-rio para quem gosta de sonhar”, a obra é composta por textos que destacam a riqueza e a diversidade da cultura amazônica.


O livro é bilíngue, com poemas escritos em português e traduzidos para o espanhol. A obra faz parte do conjunto de ações voltadas para o incentivo ao hábito da leitura e da literatura que a poeta, compositora e mestra cordelista vem desenvolvendo há 12 anos, em conjunto com o Coletivo Caimbé, no estado de Roraima.


“Versos de beira-rio para quem gosta de sonhar foi escrito em quadras de cordel, com simplicidade, rimas e musicalidade. É um livro criado para incentivar crianças, jovens e adultos a adentrarem no mundo da leitura pelo caminho da poesia”, afirma a poetisa.


Os exemplares estão à venda na banca de revistas Playboy, localizada em frente à praça Capitão Clovis, centro de Boa Vista. Quem mora fora da cidade e quer adquirir o livro pode entrar em contato com a autora pelo e-mail zannyadairalba@gmail.com ou pelo Instagram @zanny_adairalba.


Versos de beira-rio para quem gosta de sonhar é resultado de um projeto contemplado com recursos federais da Lei Aldir Blanc em Roraima.


CONEÇHA A AUTORA


Zanny Adairalba é poetisa e compositora. De família nordestina, nasceu em Manaus, cresceu em Pernambuco e viveu em São Paulo e no Rio de Janeiro antes de vir para Roraima, onde mora desde 1992.


Já publicou oito livros poéticos, duas peças teatrais e mais de 30 livretos de cordel. Também foi diversas vezes premiada por seus trabalhos literários e musicais.


Em 2015 recebeu o 1º lugar pelo Concurso Internacional de Dramaturgia Feminina La escritura de Las Diferencias - Capítulo Brasil - com a peça “Chegança - O cordel do bem-querer, publicada numa coletânea em Havana - Cuba.


Em 2017, como reconhecimento ao trabalho voltado para o fomento da literatura de cordel no estado de Roraima, recebeu do Ministério da Cultura o título de Mestra da Cultura popular.

Em 2019, recebeu da Universidade Federal de Roraima uma Menção Honrosa em reconhecimento às relevantes ações desenvolvidas no campo da cultura.


Desde 2009 realiza ações de incentivo à leitura e à literatura com o grupo literário Coletivo Caimbé (caimbe.blogspot.com.br).

Seu trabalho desenvolve-se em várias frentes e entre suas ações destacam-se palestras, saraus e oficinas literárias em feiras, escolas, teatros, centros culturais, praças públicas e comunidades indígenas, com circulação em diversos estados.

 

ALGUNS VERSOS DO LIVRO


“Mira quien está llegando

Llamando, abriendo la ventana

Con la brisa silvando

Una canción por la manãna

 

Aquí viene la Cruviana

Al amanecer sonriendo

Soplando frío soplando

Cerrando puertas y abriendo (…)”

 .............

 “Nos braços do rio Branco

Como quem vai se deitar

A Praia Grande repousa

Guardada pelo luar

 

Suas águas em remanso

Histórias vão sussurrar

Belos segredos de rio

Na voz do vento a soprar (…)” 

4 visualizações0 comentário